Pilates e a maternidade

O Pilates é um método que trabalha o movimento do corpo todo com exercícios de força e flexibilidade,  trazendo equilíbrio muscular e mental, auxiliando na postura. Os exercícios focam na qualidade dos movimentos, ao invés da quantidade. Todo o método está baseado em seis princípios: o centro de força (core), a concentração, o controle, a fluidez de movimento, a precisão e a respiração.

Ele trabalha vários grupos musculares ao mesmo tempo, através de movimentos suaves e contínuos, com ênfase na concentração, no fortalecimento e na estabilização dos músculos centrais do corpo (abdômen, coluna e pelve).

Hoje no nosso blog trouxemos uma entrevista com a fisioterapeuta e doula Michelle Ferreira. Michelle atua com o método pilates há 9 anos e acompanha gestantes  em preparação para o parto.

ML: Quanto tempo após o parto a mamãe pode começar as aulas?

MF: Depende muito da indicação médica e do tipo de parto, cada médico possui uma conduta, mas geralmente o que vemos na prática para o parto cesárea a partir de 40 dias e no parto normal poderá retornar antes deste tempo, sempre respeitando a individualidade de cada paciente, pois cada corpo responde de uma forma.

ML: Em que o pilates pode ajudar nesta fase do puerpério?

MF: Acredito que primeiramente por ser uma atividade em grupo integramos essa nova mãe em um ambiente diferente do que ela vive diariamente dos cuidados como bebe e isso faz com que ela se sinta acolhida, tire possíveis dúvidas e tenha uma interação com outras mães ou futuras mães, criando assim uma rede de apoio. Com o pilates conseguimos amenizar possíveis queixas de dores, alterações posturais, realizar relaxamento e auxiliar com orientações.

ML: Quais são as principais queixas das recém mamães?

MF: Geralmente queixas relacionadas a dores na coluna devido a postura durante a amamentação e cuidados com o bebê, outras relatam fraqueza na região da musculatura do períneo e da musculatura abdominal.

ML: A aula pode ser feita por mamães que nunca tiveram a vivência do método?

MF: Sim, sem problema algum.

ML: Quais são as áreas do corpo mais exigidas durante as aulas?

MF: Depende muito da queixa de cada paciente e assim traçamos a conduta mais adequada. Damos maior enfoque na postura, região perineal e abdominal.

ML: Os exercícios realizados por mulheres que fizeram parto cesárea são diferentes das que passam por parto normal?

MF: Sim, as mulheres pós parto de cesárea possuem algumas limitações e não realizam os exercícios com a mesma amplitude de movimento devido à cirurgia.

ML: Vocês possuem alguma aula que permite a interação mãe e filho caso o bebê tenha de acompanhar a mãe?

MF: Sim, pilates mamãe e bebê, incentivamos o retorno da mãe a rotina de exercícios acompanhada com o bebê, assim ela consegue realizar a sua atividade e ficar com o seu filho de pertinho, aumentando essa interação e vínculo.

image2 image3

Veja mais informações no site do stúdio de Michelle Ferreira: https://www.studiomfit.com.br/gestare

mf

 

Comentários

Comentários

Posts Relacionados