O aniversário da Betina

Bárbara está de férias, e mais agitada do que nunca, minha rotina não mudou, aliás, voltei a trabalhar agora no final do ano e tenho bastante coisa para organizar. No dia a dia, desde que a Bruna nasceu, por varias vezes me senti culpada pela dificuldade de administrar o tempo junto, melhor dizendo, o tempo de exclusividade dedicado a cada uma, já que a caçula, por ser ainda um bebê, exige muito da minha atenção e paciência. Então procuro me policiar bastante para não descontar o cansaço em quem vai interpreta-lo melhor ( a mais velha), e fazer valer e passar o valor de cada momento que passamos juntas.

Semana passada, dei para ela ideias de coisas legais que poderiamos fazer juntas nas férias, e no meio da lista estava a festa da boneca Betina, minha neta rs.  Resgatei meu album de infância e mostrei as fotos das festinhas que eu e minha mãe faziamos para minhas bonecas, e enquanto isso, passava um filme na minha cabeça mostrando como isso tudo foi importante para mim. Definimos uma data e agendamos o primeiro aniversário da Betina para segunda-feira, 21/12/2015.

Betina já teve vários nomes, nasceu em setembro de 1986, quando minha mãe me deu de presente antes de ir para o hospital para dar a luz a minha irmã mais nova, que mais tarde se encantou e virou a dona da boneca. Minha filha, quando a conheceu, também se apaixonou a primeira vista, a adotou e batizou com o nome que queria para sua irmãzinha Bruna.

Betina é a boneca preferida da Bárbara. Também chamada por ela de filha. É o xodó, pra onde Bárbara vai quer leva-la, por ser mais velhinha, precisou passar uns dias no “hospital de bonecas” e foi uma agonia só.

Bom, depois de decretar que era o aniversário da boneca, ela me pediu pra ligar para as tias e primos, porque afinal de contas, não existe aniversário sem convidados, né?

Convites feitos e casa da Bivó emprestada (queria no mesmo lugar que gosta de fazer suas festinhas), dia 21, cedinho, fomos juntas ao mercado comprar os ingredientes para o bolo e docinhos. Os brigadeiros e beijinhos por pura preguiça falta de tempo para enrolar com a maravilhosa ajuda da primaiada, acabaram sendo improvisados em copinhos descartáveis. Enchemos uns balões que tinham sobrado da ultima festinha que teve na casa da bivó, peguei uma velinha que também encontrei por lá, elas capricharam na decoração, arrumaram as filhas  ( bonecas amigas) e a festa estava pronta!
IMG_3597Bárbara ficou tão feliz que achei que deveria compartilhar essa ideia com outras mães, pois além de ajudar a criança a ter mais noção de tempo e espaço, que aniversário é só uma vez por ano. Elas também percebem que quem organiza a festa, por mais simples que ela seja, se dedica e tem muito trabalho para que fique tudo legal, e como vale a pena quando a gente vê o resultado. Até as lembrancinhas foram elas que confeccionaram, sem esquecer da louça, que a mãe da aniversariante que lavou. Com tão pouco podemos significar tanto para nossos filhos e as vezes deixamos a oportunidade passar.
Tomara que minhas filhas guardem essas boas lembranças, assim como eu guardei, e no que depender de mim, teremos sempre festas de bonecas… Amo muito tudo isso!
Deveriamos valorizar o dobro cada momento que passamos com nossos filhos, e gastar a metade do que gastamos com eles, nenhum presente vai comprar nossa presença.
Beijos,
Nina Dória

Comentários

Comentários

Posts Relacionados