48 Horas de Muitas Emoções

collagemaker_20180122_172605743Conheci este ovinho através dos vídeos do YouTube que o Joca sempre assiste, aqueles que testam e brincam com os brinquedos. No entanto, eu nunca havia pensado que um brinquedo tão pequenino poderia ter um impacto tão grande. Bom, para quem ainda não conhece, eu vou apresentá -lo. Este ovinho é vendido em supermercado, vem em uma caixinha na qual as instruções orientam deixá-lo 48hs imerso na água para que o dinossauro que está lá dentro “cresça” e nasça quebrando assim a casca e fazendo a alegria da criançada(o dinossauro dentro do ovo vai absorvendo a água, cresce e rompe a casca).

Muito simples não? Não não e não. Quando eu comprei, pensei…bom esta idade dos 3 anos é uma boa hora para ensinar estratégias de paciência , como esperar e lidar com a ansiedade. Conhecendo meu filho, vi como desafio pois ele está na fase que quer tudo na hora e se frustra muito quando não é atendido. Nós adultos também somos assim, sentimos tudo isso, mas infelizmente não podemos nos expressar como gostaríamos…eles ainda então no direito deles de chorar e questionar. O que eu queria mesmo era tentar tornar estes momentos mais leves, menos caóticos e mostrar pra ele que depois de uma espera pode vir  uma recompensa.

Logo no carro ele já quis abrir e ir levando seu bebê na mão, eu já havia combinado de abrir só em casa, mas nós mães temos que escolher nossas batalhas.
Lemos as instruções, falei q demoraria, que ele teria que dormir e acordar duas vezes até o ovinho se quebrar…e por aí vai.
O colocamos na água e foi aí que nossa “jornada da paciência” começou.
De dois em dois minutos a pergunta era a mesma…”Será que já nasceu mamãe?”   E lá íamos nós olhar(só fui até a vigésima vez…depois ele corria sozinho).

collagemaker_20180122_172921227
E a cada ida e volta ele me perguntava se não poderia ajudar o Dino a sair do ovinho…se podia quebrar a casca. Eu no começo falava que não pois ele ainda não estava pronto para nascer e estaria pequeno…mas o rei do argumento falava que não tinha problema…que queria pequenininho mesmo…
Aí eu comecei a lembrá – lo de alguns momentos na nossa vida que temos que esperar…o presente do aniversário, do natal, a vovó chegar, a maninha sair da barriga da mamãe…e como depois era tão legal ver a surpresa ( a parte da maninha até o presente momento ainda é uma surpresa!).
Foi uma tarde longa…mesmo por que depois das 6 horas seguidas e apenas algumas rachaduras já estava eu querendo rachar este ovinho na parede! Onde eu fui me enfiar?! Mas…respirei…e lembrei que o propósito era este…lidar com a ansiedade…
Assim, ele foi esquecendo e quando lembrava íamos conversando…
No dia seguinte, demos a sorte de passar o dia fora…chegou dormindo e graças à Deus se passaram as 48hs! Me senti naquelas provas do Big Brother mas valeu a pena!
Ele acordou, viu o Dino fora do ovo ( saindo pelo menos) e ficou muito feliz e orgulhoso. Ele falava…” ele nasceu! Eu esperei né mamãe”
Sim, esperamos, foi muito legal…mais legal e mais trabalhoso do que eu imaginava…mas…pensando bem…não é essa a conclusão sobre a maternidade que chegamos todos o dias?
É incrível! Mas não é fácil!

collagemaker_20180123_100119694

Comentários

Comentários

Posts Relacionados